Websérie apresenta parques nacionais

Em quatro episódios, a segunda temporada da websérie do movimento Pé no Parque apresenta Parque Nacional no litoral paranaense.

imagem-mapa-mar-boticario
A websérie mostra os parques nacionais abertos para visitação no país. (crédito da imagem: divulgação)

O movimento Pé no Parque lança a segunda websérie com episódios sobre o Parque Nacional do Superagui, no litoral norte do Paraná. A proposta da iniciativa é estimular a visitação nesses espaços, fortalecer áreas protegidas e contribuir com o desenvolvimento regional no entorno desses atrativos naturais.

Os quatro episódios da série serão publicados sempre às quartas-feiras, com todo conteúdo disponibilizado até o começo de abril. O primeiro capítulo A joia do litoral paranaense apresenta paisagens de baía, rios, manguezais, ilhas intocadas e praia deserta, além de personagens que mantêm viva em Superagui a cultura do povo caiçara, habitantes tradicionais dos litorais do Sul e do Sudeste. Todos os vídeos estarão disponíveis no canal do Youtube do WikiParques, plataforma colaborativa sobre Unidades de Conservação nacionais.

Os demais episódios da websérie resgatam a história de Superagui e as raízes caiçaras com o fandango – dança popular regional – e os sambaquis – depósitos ancestrais de conchas, ossos e artefatos –; apresentam a fauna diversa da região e a espetacular revoada dos papagaios-de-cara-roxa; e mostram o envolvimento da comunidade para promover o turismo na região. Cada episódio tem aproximadamente cinco minutos de duração e reúne belas imagens, informações relevantes e depoimentos emocionantes.

Com cerca de 34 mil hectares em Guaraqueçaba (PR), divisa com São Paulo, o Parque Nacional do Superagui foi criado em 1989 para proteger ecossistemas de Mata Atlântica, costeiros, restingas e manguezais e espécies ameaçadas, como o mico-leão-de-cara-preta, que só é encontrado nessa região do planeta. Entre os principais atrativos do parque estão a revoada dos papagaios na Ilha do Pinheiro, os 38 quilômetros de praia selvagem da Praia Deserta e a cultura caiçara – da gastronomia ao fandango. Não há cobrança de ingresso e o acesso ao parque é feito a barco, a partir de Paranaguá (PR) ou Guaraqueçaba, com destino à Vila de Superagui.

O Parque Nacional do Superagui também faz parte do movimento Grande Reserva Mata Atlântica, que busca resgatar e fortalecer os principais atrativos turísticos, culturais, de lazer, gastronômicos e naturais no maior remanescente contínuo de Mata Atlântica do Brasil e, com isso, contribuir com o desenvolvimento de cidades e comunidades situadas em cerca de 4 milhões de hectares do bioma. Superagui encontra-se nessa área.

O Pé no Parque é uma iniciativa conjunta da Associação O Eco, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e WikiParques, que busca aproximar os brasileiros dos parques nacionais a partir do poder transformador do audiovisual. A primeira ação do movimento é a produção de uma websérie sobre Unidades de Conservação que está percorrendo o Brasil. A primeira temporada, lançada em agosto de 2018, durante o IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, trouxe ao público o Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina. Ainda em 2019, outros três parques de biomas e regiões diferentes serão apresentados em novas webséries e ações de mobilização com as comunidades e nas redes sociais. O próximo deve ser o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí.

Lançamento da websérie Pé no Parque – Parque Nacional do Superagui
Episódio 1: A joia do litoral paranaense, disponível em 13/03
Episódio 2: Raízes caiçaras, disponível em 20/03
Episódio 3: A revoada dos papagaios, disponível em 27/03
Episódio 4: Turismo e comunidade, disponível em 03/04
Acesso aos vídeos no canal do Youtube do WikiParques: https://goo.gl/itcQ6S

COMPARTILHAR