Plataforma oferece informações ao gestor público sobre o Covid-19

Disponível online e gratuito, o Farol Covid cruza informações de diferentes bancos de dados para mostrar ao gestor público o nível de contágio pelo novo coronavírus.

Foto de celular com home da plataforma Farol Covid.
Ferramenta foi construída por cientistas de dados, especialistas em gestão pública e pesquisadores de saúde. (crédito da imagem: divulgação)

A capacidade de resposta, a taxa de isolamento social e o risco de colapso do sistema de saúde de cada cidade são alguns dos dados fornecidos pelo Farol Covid, uma nova ferramenta, totalmente gratuita e digital, lançada para apoiar o poder público na gestão da crise do novo coronavírus. Os dados e as informações são atualizadas diariamente. A plataforma foi desenvolvida pela Impulso, em parceria com o Instituto Arapyaú e a InLoco, e está disponível na plataforma Coronacidades.org, que permite a adaptação de políticas, considerando a situação de cada município.

Os indicadores são: ritmo de contágio; taxa de subnotificação de pessoas contaminadas com o novo coronavírus; capacidade hospitalar; e taxa de isolamento social.

O Farol Covid ainda classifica cada Estado e município em níveis de risco de colapso do sistema de saúde, a partir de uma avaliação dos primeiros três indicadores. Essa classificação é atualizada diariamente.

Os dados são disponíveis para qualquer pessoa interessada e a plataforma é de fácil acesso. É possível pesquisar uma cidade brasileira, por exemplo, e obter em quantos dias ela terá sua capacidade máxima de leitos e ventiladores atingida, com ou sem o isolamento social.

Após ser alertado sobre o risco de colapso no município, a plataforma direciona o usuário para outra ferramenta, o SimulaCovid. Neste ambiente, o usuário pode estimar o impacto de três diferentes ritmos de contágios: estável, onde o ritmo de contágio permanece constante; pessimista, onde o número de contágio dobra; otimista, onde ele cai pela metade.

Criada por cientistas de dados, especialistas em gestão pública e pesquisadores de saúde, o Farol Covid estabelece um sistema de classificação de níveis de risco para mostrar o risco de colapso – baixo, médio ou alto – do sistema de saúde dos municípios. Essa classificação em níveis de risco é dinâmica, indicando que muda conforme os indicadores das cidades são atualizados, diariamente.

Desta forma, o gestor deve acompanhar a evolução do cenário frequentemente, avaliando os impactos de suas políticas de resposta ao novo coronavírus, calibrando suas decisões e comunicando de forma mais eficiente e fundamentada as medidas de restrição ou reabertura. O público, em geral, também pode utilizar esses números para engajar o poder público em um debate informado sobre quais são as melhores políticas para sua cidade ou Estado.

Farol Covid também direciona o gestor para outras ferramentas capazes de apoiá-lo na definição de políticas públicas de resposta ao novo coronavírus, dentro da plataforma coronacidades.org, como o SimulaCovid, que informa em quantos dias a demanda por leitos e ventiladores por parte de pessoas com Covid-19 atingirá a capacidade instalada, levando em conta o ritmo de contágio da cidade.

A plataforma coronacidades.org oferece apoio gratuito aos municípios de todo o Brasil que desejam estruturar políticas de combate à Covid-19. É resultado da união de esforços das equipes da Impulso, IEPS e Instituto Arapyaú.

Para mais informações, acesse https://coronacidades.org