Organizações promovem campanha de educação inclusiva

A ideia é impactar aproximadamente 12 mil alunos e 750 professores.

Logo da campanha Educação Digital com nome no centro da imagem.
A proposta pretende contribuir diretamente a estudantes do ensino fundamental e médio e professores de 20 escolas da rede pública. (crédito da imagem: divulgação)

Segundo dados da Unesco, atualmente 53 milhões de alunos estão fora da escola no Brasil. Para contribuir com a redução da desigualdade social e levar acessibilidade digital a alunos e professores da rede pública do Rio de Janeiro na pandemia da Copvid-19, Instituto da Criança, Junior Achievement RJ, Instituto Apontar, Parceiros da Educação e Rede Cruzada se uniram para criar a campanha Educação +Digital.

Os sistemas de ensino público e privado vêm buscando maneiras de manter os alunos ativos, mas muitas vezes faltam recursos, principalmente para os brasileiros de baixa renda. Entre os domicílios das classes D e E apenas 9% possuem computador e somente 40% têm acesso à internet (CETIC, 2019).

A falta de acessibilidade representa um desafio também para a retomada das aulas, já que existe a possibilidade de ser de forma gradual, com flexibilização de dias e horários, devido ao distanciamento social necessário atualmente. Com isso, os alunos da rede pública podem ficar parcialmente fora da escola por tempo indeterminado, tornando o fortalecimento do ensino digital uma ferramenta valiosa.

Diante disso, a campanha Educação +Digital atuará por meio de doação de tablets com chip de internet às escolas, para utilização dos alunos, treinamento aos professores sobre ferramentas do Google For Education e gestão de aula em plataformas digitais.

As doações podem ser feitas pelo site Benfeitoria: https://benfeitoria.com/educacaomaisdigital

Depósito Bancário: Banco Santander – Agência 4328 – CC 13005503-0 – Instituto da Criança – CNPJ: 02.744.697/0001-30