O bêabá das Pancs

Docente do Senac ensina o que são Pancs, como utilizar e receitas com as plantas que unem tendência e tradição na gastronomia brasileira.

Azedinha. Bertalha. Capuchinha. Você provavelmente não irá encontrá-las no supermercado ou no sacolão da esquina, mas pode ser que elas estejam no seu quintal e você nem saiba. Elas fazem parte de pratos tradicionais Brasil afora, e, nos últimos anos, as Plantas Alimentícias Não-Convencionais, ou Pancs, se consolidaram como tendência na área de alimentação, chamando a atenção dos chefs e profissionais da área por seu apelo ecológico e pelo resgate afetivo da culinária.

De acordo com Beatriz Tenuta Martins, docente do Senac Aclimação, o uso das Pancs também vem ao encontro da prática de aproveitamento integral dos alimentos. As ramas da cenoura, por exemplo, são ricas em vitamina A e podem substituir ou serem misturadas à salsinha como tempero, ou ainda acrescentadas em pães e preparações quentes. Já os talos do espinafre contêm vitamina C e fibras e se transformam em sucos e molhos, como uma adição ao pesto de manjericão.

Além dos aspectos nutricionais, as Plantas Alimentícias Não Convencionais também oferecem uma gama de possibilidades sensoriais. A flor da capuchinha, com suas cores vibrantes e aspecto delicado, oferece um banquete também para os olhos quando adicionada a saladas ou na ornamentação de bolos e tortas. Já a folha do peixinho, empanada e frita, se transforma em um aperitivo que agrada de onívoros a veganos.

Quer saber onde encontrar Pancs e quais delas são seguras para comer? Confira abaixo as respostas da docente para as perguntas mais frequentes sobre esses alimentos:

beaba-das-pancs-Reduzida
A aula-show Aproveitamento Integral dos Alimentos e o uso de Pancs, com a docente Beatriz Tenuta Martins, fez parte da programação do Senac São Paulo durante a Feira Internacional da Panificação, Confeitaria e do Varejo Independente de Alimentos (Fipan), em julho de 2018; (crédito da ilustração: Wendy Maria de Castro)

Texto feito originalmente pela equipe de produção da comunicação da Gerência de Comunicação e Relações Institucionais do Senac São Paulo.*

COMPARTILHAR