No lançamento da 5ª edição do IRBEM, Ministério Público lança guias para orientar idosos sobre serviços públicos da saúde

eventoirbem“Grande parte da sociedade não é usuária do SUS (Sistema Único de Saúde). Quanto mais as pessoas envelhecem, menos possibilidades têm de manterem convênios e não sabem como usarem o SUS”, afirmou a promotora de Justiça Anna Trotta durante o evento de lançamento da 5ª edição dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (Irbem), realizado pela Rede Nossa São Paulo em parceria com Ibope, ontem pela manhã no Teatro Anchieta, no Sesc Consolação, zona central de São Paulo.

O estudo apresentou o nível de satisfação dos paulistanos em relação à qualidade de vida e ao bem-estar em São Paulo, considerando 25 temas e 169 itens relacionados com questões objetivas (educação, saúde, trabalho, habitação, meio ambiente, entre outros) e subjetivas (sexualidade, espiritualidade, consumo e lazer). Confira aqui a notícia com os principais dados.

ultnot_interlat_medicamentosus

Na abertura do evento, a promotora de Justiça apresentou os dois guias desenvolvidos dentro do Projeto Saúde Cidadão, que possui o objetivo de fortalecer a cidadania e o exercício do direito à saúde para facilitar o acesso dos idosos aos equipamentos da rede pública de saúde. Essa iniciativa conta com parceria da Secretaria Municipal de Saúde e apoio da Rede Nossa São Paulo. “Grande maioria tem dúvidas sobre como exercer os direitos, já que exige tempo, disposição e um pouco de perseverança. A cidadania se constrói. Quanto mais conhecemos, mais temos condições de resolver nossos problemas”, refletiu Trotta.

As publicações são Um guia de informações sobre serviços públicos para a pessoa idosa e Um guia de informações sobre medicamentos para pessoa idosa. Essas integram a campanha Eu sou cidadão paulistano, lançado pela Rede Nossa São Paulo, em 2012, com slogan desenvolvido pelo Ministério Público Eu exerço meus direitos. Eu sou cidadão paulistano.

ultnot_interlat_soucidadao
Ação estimula envolvimento do cidadão

O Guia de Informações sobre serviços públicos para a pessoa idosa aborda questões como o direito à saúde e o Estatuto do Idoso, e traz informações detalhadas sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e como obter o cartão SUS. Também informa sobre os serviços de saúde existentes, seu funcionamento e como fazer para ser atendido no SUS. Além disso, explica sobre os serviços de transporte e orientar o cidadão sobre como e a quem reclamar em caso de não conseguir acesso aos serviços de saúde ou em caso de violência ou maus-tratos. A publicação traz ainda, em anexo, os endereços dos serviços existentes da cidade de São Paulo, divididos por região e subprefeitura, a fim de facilitar a localização, pelo usuário, do serviço de saúde mais próximo da residência.

Já a publicação voltada para medicamentos apresenta orientações variadas sobre o fornecimento gratuito de remédios pelas redes municipal e estadual de saúde, e sobre o que é necessário e como fazer para obtê-los. Também explica sobre alguns programas existentes na da rede pública como o Programa de Automonitoramento Glicêmico, o Programa de Dispensação de Fraldas para Incontinência e o Programa Pulmão Paulistano (para a obtenção de oxigênio), e ensina como solicitar medicamento ou nutrição enteral. Com dicas de cuidados preventivos da saúde, esse guia também traz informações sobre como evitar intoxicação medicamentosa, o que fazer para diminuir o risco de quedas e a importância da vacinação, além de, em anexo, incluir informações sobre os endereços da cidade de São Paulo, divididos por regiões.

Serviço:

Confira aqui as publicações:

Um guia de informações sobre serviços públicos para a pessoa idosa: http://bit.ly/LTkLLn

Um guia de informações sobre medicamentos para pessoa idosa: http://bit.ly/KF0k3L

Conheça a Campanha Eu sou cidadão paulistano: http://bit.ly/1kXrFhV