Mundano inspira os captadores de recursos e ressalta a criatividade em suas mobilizações

14699
Mundano primeiro falou da importância do catador de material reciclável

Após três dias de formações, palestras, reuniões, feira e debates, a oitava edição do Festival ABCR contou com uma palestra magna de encerramento de Mundano, grafiteiro conhecido por ter ilustrados mais de 280 carroças de catadores de materiais recicláveis e idealizador do Pimp my Carroça.

Para ilustrar suas ações, o jovem mostrou algumas intervenções artísticas na cidade e a invisibilidade dos catadores de resíduos sólidos. “3% recicla do que é reciclado”, alerta Mundano. Ele ainda defendeu a importância do trabalho desses profissionais nas ruas diariamente, já que contribuem com o mercado de coleta de lixo reciclável. “Eles fazem uma prestação de serviços a todos. Não ganham salários. Nem possuem direitos garantidos. Essas pessoas fazem sustentabilidade há 50 anos”, defendeu.

Em suas andanças e viagens, o grafiteiro levantou que são 60 milhões de catadores espalhados no mundo. Apenas no Brasil esse número é de um milhão. E a maioria deles precisam ter mais de um trabalho para completar sua renda familiar. Por meio de fotos, mostrou o trabalho de catadores em diferentes partes do mundo.

14700
Durante sua palestra, coletou dinheiro para a iniciativa

O primeiro projeto do Pimp my carroça conseguiu coletar 63 mil reais que possibilitou a produção de dois eventos. Tudo isso foi feito por campanha em plataforma de crowdfunding. “Não foi apenas captação de recursos, mas captamos multidões. Captamos o coração das pessoas. Criamos algo que move com as próprias pernas. Já fomos considerados como uma das maiores exposições de arte do mundo”, contou.

O palestrante ainda ressaltou que não é interessante topar qualquer recurso. Para ele, é importante falar não para algumas marcas. Ao mesmo tempo que optaram por perder verbas, conseguiram apoio de pessoas da mídia que contribuem no processo de captação e visibilidade da iniciativa, como o Fábio Porchat que gravou um dia como catador para divulgar o Pimp my Carroça sem cobrar cachê.

A ação ganhou tanta visibilidade em vários noticiários. Houve até uma professora de ensino fundamental que fez uma versão mais simplificada da iniciativa com seus alunos de oito anos pra mostrar a importância da reciclagem de resíduos sólidos. “Hoje enviamos a cidades interessadas em fazer um Pimp my carroça um kit pimpador”.

14701
Também explicou as ações na plataforma de crowdfunding

A iniciativa é um exemplo de rede que cresce cada vez mais. Mundano compartilhou os resultados parciais R$ 166.888,00 captados e 2210 apoiadores. Já os pimpexs realizados por meio da plataforma Catarse foram 33 totalizando R$ 56 mil com quase 100 mil apoiadores. Já conseguiram apoios de fundações e institutos, ações ativistas com pequenos financiamentos, lojinha Pimp (camisetas, canecas, publicações em geral), serviços como Desafio Pim, obras de arte que foram vendidas ou doadas para ajudar na captação e até projetos culturais alinhados com a lei Rouanet.

Mundano ainda apresentou o aplicativo chamado Reco- Reciclagem Coletiva. A proposta é cadastrar catadores, incluindo número de telefone, o que ele coleta, região que atende, entre outros. O objetivo é contribuir a valorizar esse segmento, já que é ainda um serviço invisível e pouco valorizado no país. Ele fez um raio-X do catador Rafael dos Santos e o impacto dele na sociedade: 29 anos de trabalho como catador, já contribuiu com a economia de 102.224 árvores, 902.016 litros de petróleo e 1.809.043 kg de ferro, 9.508.585 kWh de energia e 31.320.000 litros de água. Ele também possui uma participação no TEDx, assista aqui: https://goo.gl/R9stSP

14702
Por fim, apresentou o APP em desenvolvimento para cadastrar catadores

“Os recursos não são apenas dinheiro. Está também no lixo. Milhares de pessoas captam e pensam o recurso no visível , e não é só o que tem na conta. Se você capta de qualquer forma, pode quebrar toda uma trajetória”, chamou atenção Mundano.

8º Festival ABCR

Entre os dias 4 e 6 de maio, ocorreu um evento voltado para captação de recursos a organizações da sociedade civil no no Centro de Convenções Rebouças em São Paulo. Participaram deste encontro profissionais da área de captação e mobilização de recursos de organizações da sociedade civil; gestores de associações e fundações; acadêmicos, estudantes, pesquisadores e demais interessados em compreender a situação atual e as tendências desse segmento.


Serviço:

Acesse o site do evento: http://festivalabcr.org.br/
Site da Pimp my Carroça: www.pimpmycarroca.com
Assista o TEDx de Mundano: https://goo.gl/nVx5dq

Confira cobertura completa do evento:

Expertise da organização Atados é usada como case em palestra

Dicas de abordagem online para conseguir doadores, com Nick Allen

Representante da Aldeias Globais mostra como tornar projetos sociais atrativos para apoiadores

Casa de David é caso de sucesso apresentado no Festival ABCR

Mundano inspira os captadores de recursos e ressalta a criatividade em suas mobilizações

Captamos: rede social para troca de conhecimento e experiências na mobilização de recursos

Criptomoedas: uma opção para uma vida financeira mais saudável e para doação de recursos a organizações da sociedade civil

Especialistas da Change.org ensinam estratégias de mobilização on-line

Representantes de organizações explicam casos de inovação na estrutura das organizações para diversificar processo de captação de recursos

O ambiente digital e a captação de recursos são tema de plenária no Festival ABCR

Desenvolver a cultura de doação tem relação com progressão geométrica, segundo Marcelo Estraviz, escritor e ativista no segmento de mobilização de recursos

Realidade virtual pode ser uma saída para divulgar a causa de organizações sociais e contribuir no processo de captação de recursos

Diretora-presidente do IDIS explica a pesquisa Doação Brasil

Especialistas explicam como estimular a doação de imposto de renda a projetos de organizações da sociedade civil

Magic Paula abriu 8ª edição do Festival ABCR


Foto: Priscila Furuli Fotografia
Data original da publicação: 12/05/2016