Massacres no Campo é nova página da CPT

Foram registrados 45 massacres que vitimizaram 217 pessoas em nove Estados brasileiros.

MASSACRES-NO-CAMPO
O Estado do Pará lidera o ranking dos massacres no campo. (Crédito da imagem: divulgação)

Contabilizar e mostrar os massacres no campo de 1985 até 2017 é a ideia central da nova página da Comissão Pastoral da Terra (CPT). Nesse período, a organização contabilizou 45 massacres com 214 vítimas de nove Estados brasileiros.

Afinal, o que é considerado massacre pela CPT? Casos em que um número igual ou maior que três pessoas foram mortas na mesma ocasião. A proposta é dar mais visibilidade a todos os massacres no campo ocorridos nesses últimos 32 anos e apresentar a toda a sociedade que esse tipo de crime é mais uma das estratégias do capital para expulsar os povos de suas terras e territórios.

O Estado do Pará lidera o ranking dos massacres no campo: 26 massacres nesse tempo estudado com 125 vítimas. Esse Estado concentra mais da metade do total de massacres e cerca de 58% do total de vítimas. Rondônia vem em segundo lugar com sete massacres e 34 vítimas, seguido por Mato Grosso, com dois massacres e 13 vítimas, e Rio Grande do Sul, também com dois massacres e nove vítimas.

Essa página traz uma linha do tempo em que permite o leitor visualizar os massacres com informações sobre o ocorrido e um pequeno histórico dos casos. Fotos e vídeos fazem parte dos registros, que também podem ser pesquisados por meio de mapa interativo. Há outras situações de violência não computadas pela CPT por critérios diversos, como a falta de registros precisos.

Conheça os detalhes desses crimes: http://www.cptnacional.org.br/mnc/