Livro, baseado em pesquisa com professores da rede pública de ensino, oferece práticas de relaxamento e mindfulness

Pesquisadores de diferentes áreas da saúde investigam benefícios dessas práticas para melhorar qualidade de vida.

Ilustração com capa de livro com imagem de cérebro, óculos em cima do livro, lápis, xícara de café e bloco de nota ao lado. Título do livro: Mindfulness para profissionais de educação: práticas para o bem-estar no trabalho e na vida pessoal.
O livro demonstra em linguagem acessível o que é mindfulness: A capacidade de fazer uma pessoa sair do piloto automático e trazer o foco para si mesma. (crédito da imagem: divulgação)

Um dos profissionais mais impactados pela pandemia do Covid-19 foram os professores. Com o isolamento social, as escolas passaram ao ensino remoto e os professores foram obrigados a se adaptarem a essa nova realidade com as aulas virtuais e repensar em diferentes planos de aulas, além das tarefas domésticas com suas famílias.

Muitos já tinham uma carga de trabalho exaustiva. Visando conhecer melhor as principais adversidades relacionadas à resposta do estresse comuns nesse grupo, um grupo de pesquisadores do Programa de Promoção da Saúde baseado em Mindfulness para educadores, chamado de MBHP-educa, do Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde- Mente Aberta da Unifesp, realizou um projeto de pesquisa de pós-doutorado com apoio da FAPESP e um projeto de pesquisa com o apoio do CNPq em professores do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino em São Paulo, Santana de Paranaíba e São João Del Rey (MG). Foram em torno de 200 profissionais que participaram do projeto. Maioria mulheres (95%) de 25 a 55 anos.

“A problemática desse estudo era abordar o estresse, resiliência, qualidade do sono, empatia, bem-estar psicológico, atenção e memória, biomarcadores inflamatórios e modificações epigenéticas em resposta a prática diária da meditação mindfulness. O resultado prevalecente foi elevado níveis de estresse, baixa qualidade do sono e baixo nível de atenção e memória. Após as oito semanas de prática de meditação mindfulness, observou-se uma redução significativa nos níveis de estresse percebido, melhora da qualidade do sono, bem como da atenção e memória. Além de aumento das citocinas anti-inflamatórias e dos níveis de glutationa”, disse a pesquisadora e pós-doutoranda Dr. Daniela Oliveira.

Todas essas informações estão em uma linguagem acessível no livro Mindfulness para profissionais de educação: práticas para o bem-estar no trabalho e na vida pessoal, da Editora Senac São Paulo, que funciona como um manual aos professores para seu desenvolvimento pessoal e disseminem a seus colegas e estudantes, até pais dos alunos.

O professor Marcelo Dermazo, médico especialista em Mindfulness para adultos e crianças e coordenador do Mente Aberta, explicou a atuação do curso destinado a professores em escolas indicadas pela Secretaria de Educação, que em geral dura oito semanas com uma sessão por semana e outro formato mais concentrado de três dias seguidos. O público envolvido é pesquisado e passa por avaliação com questionários, testes neuropsicológicos e coletas de sangue. Após um tempo de curso, a equipe faz follow up para checar se os participantes mantiveram as práticas para benefícios no dia a dia.

Durante a pesquisa, foi observado que 75% dos profissionais consultados já apresentavam elevados níveis de estresse e baixa qualidade do sono. Também tinham déficit de atenção e memória. “Eles estavam com elevados níveis de estresse que compremete o bem-estar psicológico e físico. A longo prazo os efeitos do estresse na saúde física e mental podem ser devastadores, se não é realizada uma intervenção para a promoção do bem-estar e redução do estresse”, disseram o médico e a pesquisadora Dr. Daniela.

Ilustração com duas cabeças e uma delas está com linhas embaralhadas no lugar do cérebro e outra está com linhas formando caracol.
Os autores deste livro desenvolveram um programa especial para a comunidade escolar, em geral impactada por carga horária exaustiva. (crédito da imagem: Ольга Погорелова/Adobe Stock)

Dessa forma, eles passaram por práticas de meditação (por exemplo: prática da respiração, escaneamento corporal com relaxamento progressivo, da comunicação compassiva) e exercícios com o foco de trabalhar as habilidades socioemocionais. Após as práticas do programa, houve redução de estresse. “Os resultados foram mais positivos no estresse, na redução dos afetos negativos e melhora da empatia, nos níveis de atenção e memória. Dessa forma, traz bem estar psicológico e diminuição dos níveis plasmáticos de citocinas inflamatórias e aumento dos níveis de glutationa”, explicaram Marcelo e Daniela sobre os resultados principais do levantamento.

“Eles começaram a incorporar na vida pessoal e profissional”, contou o coordenador do programa. O médico especialista em Mindfulness revela ainda que muitos professores compartilharam que conseguirem implementar técnicas e souberam como lidar em uma situação de estresse com aluno quando tinha uma atitude agressiva. O retorno também foi positivo entre gestores e diretores das escolas consultadas.

Os capítulos da obra explicam conceito do mindfulness, a neurociência do mindfulness e habilidades socioemocionais para uma educação integral, a compaixão e a comunicação não violenta na educação, acompanhado de sua teoria e suas evidências. Também há apresentação do protocolo em cada capítulo e descrição de práticas da meditação mindfulness. Os áudios complementam os exercícios e práticas meditativas citados no curso. “Há um capítulo destinado com práticas para serem aplicadas com as crianças em sala de aula. Recomendamos os professores sentirem e verem primeiro seus benefícios e depois replicarem nas crianças”, disse o médico.

O especialista ainda diferencia meditação mindfulness, já que é estado mental de atenção plena. Envolve treino das habilidades para essa atenção. “As técnicas, mesmo influenciadas pelas tradições contemplativas, perdem a conotação da espiritualidade. Dessa forma, mindfulness ganha uma roupagem mais universal e científica dos exercícios”.

Mindfulness para profissionais de educação: práticas para o bem-estar no trabalho e na vida pessoal
Autores: Alex Terzi, Daniela Rodrigues de Oliveira, Javier Garcia Campayo e Marcelo Demarzo
Editora: Editora Senac São Paulo
Páginas: 272
Preço: R$ 43,40
Site: https://www.livrariasenac.com.br/

*Editora Senac São Paulo agora tem frete grátis para compras acima de 99 reais