Fundo Brasil promove edital para fortalecer direitos dos LGBTQIA+

A proposta do edital é garantir apoio institucional a movimentos, organizações, coletivos e redes que atuam na defesa de direitos dos grupos mais vulneráveis.

Ilustração colorida com as siglas centrais: LGBTQIA+ Defendendo Direitos
O Fundo Brasil irá doar até R$ 40.000,00 para projetos com duração de no máximo 12 meses. (crédito da imagem: divulgação)

As pessoas LGBTQIA+ enfrentam dificuldades em áreas distintas, seja em espaços políticos ou até necessidades básicas como acesso à saúde, trabalho, renda e moradia. A pandemia de Covid-19 e seus efeitos se constituem como a mais recente ameaça à sustentabilidade das organizações da sociedade civil, movimentos, grupos e coletivos que tem como missão a defesa de direitos em geral.

Diante do contexto atual, tornou-se ainda mais fundamental e estratégico o apoio institucional a grupos, movimentos e organizações do campo de defesa aos direitos LGBTQIA+, permitindo inclusive a sua reestruturação neste momento e em relação às expectativas de um período pós-pandemia.

O Fundo Brasil promove o Edital LGBTQIA+ Defendendo Direitos para priorizar o apoio institucional a organizações, grupos e coletivos que reúnam e sejam liderados por mulheres e homens LGBTQIA+, pessoas trans e inter sexo, as quais disponham de poucos recursos e/ou tenham dificuldade de acesso a outras fontes. As inscrições vão até 29 de janeiro.

Esse edital vai disponibilizar aproximadamente R$ 800.000,00 em apoio a projetos. Serão selecionadas até 20 organizações que receberão o valor de no máximo R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) cada, voltados para o seu fortalecimento institucional, o que compreende a possibilidade de viabilizar estrutura material e condições básicas de trabalho, garantindo a sustentabilidade de suas atividades de promoção e defesa de direitos humanos. Trata-se de um apoio de natureza flexível e as organizações selecionadas têm autonomia para decidir como melhor empregar os recursos financeiros, seguindo critérios do edital.

Acesse o site do Fundo Brasil: https://bit.ly/3pMu8Pz