Financiamento a ações de defesa de direitos

Chamada pública incentiva ações formativas para compor a programação anual de 2020, de março a novembro.

Edital Democracia Viva
As ações propostas podem ser: oficinas, curso, rodas de conversa e Terças-Insurgentes. (crédito da imagem: divulgação)

Com o título Democracia Viva: alimentando perspectivas e esperanças, o Centro de Formação da Ação Educativa lança edital público para defender a importância da agenda de direitos humanos no país. Podem participar organizações da sociedade civil, coletivos, movimentos sociais, educadoras e educadores, ativistas, parceiros e parceiras nesse movimento. As inscrições vão até 25 de outubro.

As propostas precisam ser ações formativas para compor a programação anual de 2020 (março a novembro). Cada candidato pode apresentar até duas propostas para o processo seletivo, sendo que somente uma delas por candidato poderá ser selecionada. As iniciativas selecionadas irão compor de 30% a 40% da programação de 2020. O restante será composto por atividades formativas desenvolvidas pela equipe de Ação Educativa e por um grupo de parceiros e parceiras do Centro de Formação.

Caso o número de atividades aprovadas seja superior à capacidade da programação anual do Centro de Formação, elas comporão um banco de propostas a serem consideradas na Semana de Formação em Direitos Humanos e Educação Popular 2020 (julho), em eventuais mudanças na agenda ou na programação de 2021.

Para entender o conceito da proposta, os procedimentos necessários, os critérios de seleção e o link para formulário on-line da apresentação, clique aqui no link do edital: http://bit.ly/DemocraciaViva2020