Filme sobre imigrantes e refugiados no Videocamp

Jovens da periferia paulistana foram atrás de histórias de estrangeiros que vivem em São Paulo.

Cara-do-Mundo
A produção ficará disponível para exibições via Videocamp. (crédito da imagem: divulgação)

A capital paulista reúne mais de 340 mil imigrantes de várias partes do mundo. Para retratar essa diversidade de histórias, sonhos e a relação com a cidade, um grupo de jovens da periferia, estudantes de jornalismo da agência-escola Énois mergulhara no dia a dia de imigrantes e refugiados que vivem no local. Esse trabalho resultou no documentário chamado Cara do Mundo, que está na plataforma Videocamp, lançado no dia 17 de abril.

A produção mostra os imigrantes que vivem em São Paulo e compartilham sobre como o contato com realidades diferentes nos faz questionar nossa própria história. Uma das histórias retratadas no filme, por exemplo, é a da cantora angolana Lenna Bahoule, que conta só ter descoberto o que era racismo no Brasil. Refugiados da guerra da Síria, bolivianos, haitianos, japoneses, chineses, senegalenses e malianos também deram seus depoimentos.

Até o dia 24 de maio a produção ficará disponível para exibições via Videocamp; depois dessa data, ela ficará aberta e seguirá cadastrada na plataforma.

O filme foi realizado em parceria com o cineasta Raphael Erichsen, roteirista e diretor de documentários conhecido Ilegal: a vida não espera e Radical, ambos lançados na Netflix e premiados internacionalmente. Cara do Mundo foi vencedor do primeiro edital de TVs públicas realizado pela EBC com o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e em abril também chegará às salas de cinema da cidade pelo circuito SPCine.

Assista aqui o trailer: https://vimeo.com/199223255

COMPARTILHAR