Exposição A Criança e a imaginação da matéria traz brinquedos construídos por crianças com sucatas da indústria

30499957911_42a31fb07e_kQual a relação entre o brincar e o brinquedo? Quanto a imaginação das crianças as permite criar a partir de elementos que não estão inseridos em seu cotidiano? Esse é o mote da exposição A Criança e a imaginação da matéria, de curadoria do educador e artista plástico Gandhy Piorski. Realizada com o apoio do Instituto Alana, a exibição estará aberta para visitação entre os dias 12 e 17 de novembro, e o público poderá prestigiar uma parte do acervo de 1700 criações artísticas, feitas por 1200 crianças brasileiras, construídas a partir de restos de sucata urbana.

Os visitantes poderão passear pelo imaginário das crianças a partir das representações de dinossauros, robôs, animais, humanos, entre outros, produzidos em oficinas de temas livres.  Gandhy estuda o brincar e o brinquedo há mais de 20 anos e, em suas andanças Brasil afora, na busca por conhecer a criança brasileira, se deparou com a intimidade e o manejo que elas têm com diferentes tipos de materiais.

Gandhy é artista plástico, teólogo e mestre em ciências da religião, é pesquisador nas áreas de cultura e produção simbólica, antropologia do imaginário e filosofias da imaginação. No campo das visualidades, o maranhense discute as narrativas da infância e seus artefatos, brinquedos e linguagens, a partir dos quais realiza exposições e intervenções. É curador e consultor de diversos projetos relacionados com a criança nas áreas de cinema, dança, teatro, literatura, arquitetura e educação. Atualmente, é consultor do Instituto Alana.

Livro

Ainda em novembro, no dia 05/11 em SP e 08/11 no Rio, Gandhy Piorski lança o livro Brinquedos do Chão: o imaginário, a natureza e o brincar, pela editora Peirópolis em parceria com o Instituto Alana. Este será o primeiro de uma série de quatro volumes, fruto de uma pesquisa que aborda a relação da criança com os quatro elementos. Nessa edição o estudo se volta para o elemento terra. A construção de brinquedos e o brincar e também as investigações do oculto, como cavar a terra, a brincadeira de esconde-esconde, que revelam o fascínio do encontro e da descoberta, dando a voz livre e fluente da criança em sua trajetória de moldar a si própria, tão esquecida nos estudos sobre a infância.


Serviço:

Exposição: A Criança e a imaginação da matéria
Data: 12 a 17 de novembro
Local: A Casa – Museu do Objeto Brasileiro
Endereço: Av. Pedroso de Moraes, 1216 – Pinheiros, São Paulo – SP
Horário de funcionamento: de 12 a 17 de novembro das 10 às 18h, inclusive dia 15/11 – feriado
Estacionamento: vallet / R$ 25,00
Capacidade do local: 300 pessoas
Ar-condicionado: sim
Conexão wifi: sim, aberto
Acessibilidade: Acesso para deficientes e banheiros adaptados, área restrita ao cadeirante, rampa de acesso, espaço para circulação e se os equipamentos são todos adaptados ao cadeirante.


Data original da publicação: 11/11/2016

Texto original: Da comunicação do Instituto Alana

COMPARTILHAR