Especialista fala como as empresas estão construindo suas marcas sustentáveis

espe-topo-sustainablebrandsUma cena atual e importante no contexto político brasileiro foram as empresas pedindo desculpas. Essa pontuação foi feira por Paula Bakaj Cavagnari, economista e gestores de responsabilidade social, no workshop Como construir marcas sustentáveis num cenário de crises? na manhã no segundo dia do Sustainable Brands Rio 2016, no Armazém Utopia, no Cais do Porto, no centro do Rio de Janeiro.

Segundo a especialista em relações governamentais, a sinceridade das organizações gera respeito e crebilidade. Uma marca se torna mais desejada que a outra pelo o que ela tem a oferecer e seu propósito diferenciado. “Não é apenas compra e venda, cada vez mais se estabelece relação de crenças, causas com seus consumidores”, comentou Paula Bakaj Cavagnari, economista e gestores de responsabilidade social.

Esse workshop tinha a proposta de abordar o papel estratégico do comunicador como conselheiro de reputação empresarial e a importância das marcas construírem conexões com propósito junto à sociedade.

A especialista disse que a maioria das empresas se limitaram ao que fazem e como produzem e hoje para se diferenciarem necessitam trabalhar seu propósito. “O propósito precisa ser autêntico”, afirmou. Ela ressaltou quatro pilares: equilíbrio, consciência (testar como a sociedade enxerga a empresa com os stakeholderes), autoregulação (consegue resistir a pressão e agir de acordo com seu propósito mesmo com crítica de outros acima de tudo) e transparência (diz a verdade sobre valores e missão e admite erros).

Ela citou a campanha da Doce A beleza real como propósito, em que traz diferentes que narram como elas acham que são e um desenhista faz dois tipos de ilustrações: um baseado no que ela fala e outro do que ele vê. “Define que a comunicação vai muito mais do que é, como, os valores, visões de vida e se coloca em discussão com a sociedade”.
E o que define o sucesso de tua marca? A palestrante respondeu que começando pela sua própria história, citando como exemplo a propaganda da empresa Patagônia em que desestimulou o não consumo de seus casacos.

O evento

Em sua quarta edição, o evento reuniu pessoas e empresas envolvidas com a incorporação da sustentabilidade em seus projetos de negócios. O tema central foi Activating Purpose (em tradução livre, Ativando Propósitos), um dos principais temas hoje em dia, sobre como: criar vínculos com indivíduos, grupos e coletividades que permitam gerar coerência e engajamento para a realização de negócios no presente e no futuro. A programação ofereceu workshops, palestras e arenas de debates voltadas para a sustentabilidade e temas gerais, como: alimentação, moda, transportes, modelos de negócios e de produção, novos meios de comunicação, colaboração e o novo mundo do trabalho.


Serviço:

Site: http://events.sustainablebrands.com/sb16rio/

Confira a cobertura completa:

Workshop foca na avaliação de impacto socioeconômico para contribuir com marcas sustentáveis no Sustainable Brands Rio 2016

Cultura digital, postura colaborativa e mudança de valores contribuem para engajar pelo propósito, segundo especialistas

Painel Moda Sustentável reúne diferentes especialistas para falar sobre tendências e desafios nesse segmento no Sustainable Brands Rio 2016

Consultores da CAuSE explicaram o que é engajamento das causas sociais, como se dá hoje, os elementos e princípios norteadores

Plenária aborda formas como impulsionar propósito coletivo na Sustainable Brands Rio 2016

Painel aborda questão de gênero para contribuir com desenvolvimento das marcas de empresas

O propósito das empresas foi o tema central da abertura do Sustainable Brands Rio 2016 no Rio de Janeiro

Workshop ressalta campanhas publicitárias voltadas para engajar público consumidor


Imagem: Divulgação

Data original de publicação: 30/06/2016