Espaço de coworking público em SP

Está começando uma empresa e ainda não tem condições para arcar com todos os gastos? Tem um projeto de impacto social e precisa de espaço para desenvolvê-lo? Está em busca de um espaço para aprender a criar projetos, desenvolver suas ideias e trocar em clima de colaboração? O Acessa Campus é um local apropriado para isso. O Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Governo, por meio do Programa Acessa São Paulo, da Prodesp, e de diversos parceiros lança o primeiro espaço de coworking público e aberto do Estado.

Esses locais são espaços pensados para estimular a troca e o empreendedorismo, oferecendo posições de trabalho, acesso à internet e a conteúdos de formação a empreendedores.

Esse projeto está no AcessaSP dentro da ETEC Parque da Juventude (Avenida Cruzeiro do Sul, 2630 Prédio I – Santana, zona norte de São Paulo) em parceria com o Centro Paula Souza e a Inova Paula Souza, agência de inovação. Conta também com o apoio do projeto Pense Grande, da Fundação Telefônica.

Serão escolhidas 80 pessoas com projetos individuais ou representando empresas que estejam desenvolvendo projetos e em busca de um espaço de colaboração para trabalhar. As pessoas e equipe selecionadas poderão usar o espaço por 10 meses, contando com local para trabalho, acesso à internet e apoio no local. Dessas, 60 terão acesso ao programa Pense Grande, contando com todo o processo de aceleração para transformar o seu projeto de impacto social e ambiental.

Os beneficiados terão uma sala com wi-fi, apoio de um monitor e cerca de 20 posições de trabalho aberta ao público, que pode ser utilizada por qualquer pessoa com interesse, basta ter apenas o cadastro e vagas livres. Futuramente, ainda serão disponibilizados materiais virtuais sobre empreendedorismo, indústria criativa e inovação. Contará ainda com a presença de agentes de formação. Essa sala será aberta simultaneamente para a ocupação de todo espaço de coworking em março deste ano.

A ideia do projeto é ter um grupo diverso, focando em oferecer oportunidade para aqueles que não possuem. Para se inscrever, a pessoa ou equipe interessada deve se enquadrar em um desses quatro grupos: pequena empresa, microempresa, microempreendedor individual e pessoa física.

Os interessados precisam preencher o formulário e anexar os documentos necessários. É necessário ter no máximo seis pessoas por equipe; deve descrever o projeto que pretende realizar durante os 10 meses que irá trabalhar no espaço de coworking, sendo capaz de relacionar com a proposta do temática do espaço (inovação & tecnologia, negócios, marketing e empreendedorismo social) e com o impacto que irá gerar; cada pessoa ou equipe deverá inscrever apenas um projeto e escolher uma das modalidades: ambiente colaborativo de trabalho ou ambiente colaborativo de aceleração (com o projeto Pense Grande); caso você tenha entre 12 e 17 anos, só poderá se inscrever para o espaço de aceleração e vai precisar de uma carta de endosso de um professor ou coordenador de sua escola. Se algum documento não for entregue ou alguma pergunta não for respondida, a inscrição será desqualificada.

Também é importante separar todos os documentos necessários e preparar um documento em PDF contando sobre o projeto, a equipe, os resultados esperados e a importância desse projeto. Os critérios de avaliação serão: aderência ao tema do espaço Quanto o projeto se relaciona às temáticas de inovação & tecnologia, negócios, marketing e empreendedorismo social – peso 4; relevância e qualidade da proposta Qual a relevância do projeto, seu potencial de escala e impacto, assim como competência técnica da equipe e diversidade – peso 3; desenvolvimento econômico e social Impacto geral do projeto em seu contexto social, econômico e ambiental – peso 2; e valor público possibilidade de integração com políticas, programas e projetos públicos – peso 01.

Acesse aqui: http://www.acessasp.sp.gov.br/acessacampus/#aceleracao

 

COMPARTILHAR