Participantes falaram de desafios, atividades do dia a dia e diálogo entre atores do segmento

espe-topo-congressogife2016Na manhã do último dia do 9º Congresso Gife, os participantes se dividiram em três salas para discutir propostas para O Investimento Social Privado Que Podemos nos seguintes públicos: organizações da sociedade civil, governo e empresas. A equipe do Setor3 ficou na de organizações sociais, com Marcelo Furtado, diretor-executivo do Instituto Arapyaú, como palestrante, e Antonio Luiz de Paula e Silva, associado do Instituto Fonte e professor, facilitador do processo.

A proposta desta atividade foi promover debate sobre os principais pontos de tensão e de convergência nas relações entre o público e o privado para contribuir com caminhos para a preservação e fortalecimento do sentido público do investimento social. As propostas levantadas pelos participantes foram levadas para o painel de encerramento do Congresso, sendo que o foco foi o presente do investimento social privado no Brasil que podemos.

esp-interna-marcelofurtado
Divididos em 12 mesas, os participantes falaram dos desafios e trocaram experiências no dia a dia

Em mais de 10 mesas, sendo que cada uma reuniu aproximadamente 10 pessoas, os participantes falaram dos projetos e programas de suas organizações, desafios e dificuldades do dia a dia, como: dificuldade na parceria entre diferentes atores e avaliação do setor privado com monitoramento para ajustes dos resultados diferentes nas ações sociais. Alguns falaram da importância de construir o projeto junto com a comunidade atingida até para ter desenvolvimento e impacto real no local.

Após a troca de experiência e conversas entre os participantes da mesa, cada um de uma realidade diferente, representantes de cada mesa foram na roda maior e apresentaram os principais pontos de seus diálogos.

Os pontos que receberam mais destaque nas conversas foram: todos os atores precisam ter vez e voz como um convite necessário; a postura de uma instituição ao pedir recursos e leitura dos indicadores, como equilibrar essas duas questões; criação de banco de dados para projetos próprios que merecem apoio; dificuldade em trabalhar no monitoramento e avaliação a aprendizados juntos e relação com o próximo; investimento nos empreendedores individuais; trabalhar a capacidade política dos detentores de recursos individuais; como os representantes de institutos sociais dão voz de fato e representam o público que pretendem beneficiar e incentivar a contextualização da cultura de doação individual aqui no Brasil.

espe-interna-gife5mulher
No final da atividade, cada representante resumiu os principais pontos dessas conversas

Valor compartilhado, mensuração de impacto e dados e aumento da capacidade de organizações sociais desenvolverem vários produtos a diferentes grupos alinhados com o objetivo final deles, fortalecimento de identidade das organizações e institutos foram outros temas levantados pelos participantes da atividade. O último participante a falar ressaltou que muitos recursos saem de um bolso para outro, porque no final são financiados pela mesma empresa. Também pontuou que o Marco Regulatório a ONGs está mais direcionado na relação das organizações sociais com o governo e pouco se fala sobre o relacionamento delas com as empresas.

No final da atividade, Marcelo resumiu os principais pontos dessa atividade e citou as principais expressões que chamaram sua atenção: solução de problemas, conforto/clareza, confiança, poder, risco, rede, resultado e propósito.

espe-interna-marcelofurtado
Marcelo Furtado levantou nove expressões que foram mais citadas na atividade

Serviço:

Confira o site do evento: http://congressogife.org.br/2016/
Veja aqui cobertura dos debates: http://gife.org.br/

Confira a cobertura completa:

Investidores, especialistas e representantes de organizações da sociedade civil se reuniram na plenária final para verem as propostas finais da área de investimento social privado

Para garantir um jornalismo independente, é necessário ter independência financeira e diferentes modelos de negócios

Debate fala sobre papel e atuação de aplicativos e plataformas que contribuem na inovação da política

Presidente da Fundação Ford ressaltou a importância da honestidade nas relações entre atores sociais

Qualificação do debate político e fortalecimento de diálogo entre atores foram os pontos principais na abertura do 9º Congresso GIFE


Imagens: Divulgação
Data original da publicação: 06/04/2016