Iniciativa recebe propostas até 25/11

No terceiro ano consecutivo, o edital pretende contribuir com ações de democratização de prática de atividade física pela população.

Arte de foto de pessoas fazendo atividades físicas e em cima texto escrito: Smarfit Edital 2020.
O edital está em seu terceiro ano e pretende financiar ações inovadoras, integrativas, de saúde e qualidade de vida. (crédito da imagem: divulgação)

A Smart Fit apoia projetos sociais, culturais e esportivos que promovam o acesso e a difusão de uma cultura de movimento voltada para a saúde da população, principalmente a dos segmentos da sociedade até então excluídos. Nosso objetivo é facilitar o acesso de todos a uma vida mais ativa e, consequentemente, com mais lazer, bem-estar e disposição. As inscrições irão até 25 de novembro.

Ao longo de 2018, os projetos selecionados pelo Edital Smart Fit produziram oficinas de danças, balé infantil e adulto, danças afro-brasileiras, yoga, xadrez, rugby, judô e boxe. Além disso, também organizamos uma maratona, assim como workshops com convidados internacionais e a participação em um evento na França. Nos dois últimos anos, destinamos mais de R$ 2,5 milhões para 21 projetos sociais e culturais, que envolveram 13 milhões pessoas.

Em 2020, com o Edital Smart Fit pretende focar nos três eixos: facilidade, presença e acessibilidade, que traduzem o compromisso com a democratização da prática de atividades físicas de qualidade. Com o lema Vai Que É Fácil, o edital tem a ideia de atender mais pessoas com opções reais para experimentar, aprender e se apaixonar por diversas modalidades, da dança à luta, do basquete ao tênis.

Para alcançar nossos objetivos pretendemos apoiar projetos capazes de ampliar, inovar e somar para: 1) uma cultura que envolva as pessoas em práticas cotidianas de atividade física com foco na saúde e na qualidade de vida; 2) um cenário de mobilidade que amplie o acesso democrático à atividade física em espaços adequados à diversidade de segmentos, grupos e identidades que caracterizam a sociedade brasileira; 3) um contexto tecnológico que, usando ferramentas digitais, conecte pessoas em “comunidades” que articulem atividade física, saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Serão aceitos projetos apresentados por instituições públicas ou por organizações com ou sem fins lucrativos – desde que as ações propostas pelos projetos sejam compatíveis com seus fins sociais e estatutários – e que tenham sido aprovados para captar recursos incentivados pelas leis: Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet); Lei Federal de Incentivo ao Esporte; Lei Federal de Incentivo ao Audiovisual; Fundo Nacional do Idoso; Lei Federal de Incentivo à Pessoa com Deficiência (PRONAS); Fundos da Infância e Adolescência; Lei de Incentivo à Cultura do Município do Rio de Janeiro; Lei de Incentivo à Cultura do Município do Belo Horizonte; Lei de Incentivo à Cultura do Município de São Paulo e Lei de incentivo à Cultura do Distrito Federal.

Serão aceitos dois eixos das iniciativas: acesso e vulnerabilidade e integração, difusão e cultura – como multiplicar as escolhas inteligentes.

Acesse aqui o edital na íntegra no site de editais da Smart Fit: https://bit.ly/2ODO1rs