Edital atende projetos de fortalecimento de idosos

Os projetos precisam promover os direitos da pessoa idosa em prol do envelhecimento ativo e fortalecimento de políticas públicas.

edital-itau-idosos-Reduzida
Podem participar projetos aprovados pelos Conselho do Idoso. (crédito da imagem: divugação)

Se você tem projeto para contribuir ao envelhecimento ativo e ao protagonismo da pessoa idosa, pode se inscrever ao Edital 2019 Itaú Unibanco Idoso até dia 07 de outubro. A chamada seleciona projetos via Fundo do Idoso de fomento para geração de renda e ao fortalecimento de redes de proteção.

O objetivo central do edital é buscar projetos para atuar na promoção dos direitos da pessoa idosa consolidados no Estatuto do Idoso, auxiliando na promoção da qualidade de vida dos idosos. As temáticas prioritárias são: empreendedorismo e geração de renda (promoção do protagonismo e da autonomia financeira da pessoa idosas); fortalecimento de redes de proteção (apoio ao planejamento e à gestão da rede de proteção e de garantia de direitos da pessoa idosa); e diversidade (promoção e valorização da diversidade de comunidades, grupos e indivíduos idosos).

Podem participar projetos aprovados pelos Conselho do Idoso e aptos a captar recursos em 2019. Dessa forma, participam organizações da sociedade civil articuladas com os Conselhos do Idoso de todo Brasil via Fundo do Idoso.

São temáticas e linhas de ações prioritárias para o edital: temáticas prioritárias (empreendedorismo e geração de renda, fortalecimento de redes de proteção e diversidade); atendimento (atendimento direto à pessoa idosa em centros de convivência, centros-dia, grupos de apoio e outros espaços similares); projetos temáticos (oficinas e outras atividades relacionadas à educação financeira, inclusão digital, cultura, esporte, entre outras); apoio a ILPIs (apoio a instituições de longa permanência para idosos com vínculos familiares enfraquecidos); capacitação (formação e capacitação de conselheiros e recursos humanos diversos destinadas a profissionais que atuem na rede de proteção à pessoa idosa); e conhecimento (projetos de pesquisa, estudos, elaboração de diagnósticos e sistemas de informações, monitoramento e avaliação de políticas públicas).

Os critérios de seleção para análise técnica das propostas: cumprimento dos requisitos de participação listados no item 3 do edital; adequação às linhas de ação prioritárias de promoção aos direitos dos idosos; viabilidade técnica e operacional; relação com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas; potencial de impacto; sustentabilidade do projeto; criatividade e inovação; e realização de parcerias e articulação da rede.

Acesse aqui mais informações: https://bit.ly/2lS6ZzI