Década Internacional de Afrodescendentes pretende valorizar, respeitar e proteger os direitos

Década Internacional de Afrodescendentes pretende valorizar, respeitar e proteger os direitos
Crédito divulgação

Afrodescendentes: reconhecimento, justiça e desenvolvimento é o tema da Década Internacional de Afrodescendentes, iniciado em janeiro deste ano e irá até dezembro de 2024, acordado na Assembleia Geral, por meio de sua Resolução n. 68/237, de 23 de dezembro de 2013.

O principal objetivo da Década Internacional consiste em promover o respeito, a proteção e a realização de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais de afrodescendentes, como reconhecidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A proposta da Década será uma oportunidade para se reconhecer a contribuição significativa feita pelos afrodescendentes às nossas sociedades, bem como propor medidas concretas para promover sua inclusão total e combater todas as formas de racismo, discriminação racial, xenofobia e qualquer tipo de intolerância relacionada.

Também envolve os seguintes objetivos: fortalecer a cooperação e as ações nacionais, regionais e internacionais relativas ao pleno gozo dos direitos econômicos, sociais, culturais, civis e políticos pelos afrodescendentes, bem como sua participação plena e igualitária em todos os aspectos da sociedade; promover um maior conhecimento e um maior respeito aos diversos patrimônios, culturas e contribuições de afrodescendentes para o desenvolvimento das sociedades; adotar e fortalecer marcos legais nos âmbitos nacional, regional e internacional, de acordo com a Declaração e Plano de Ação de Durban, e com a Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial, bem como garantir a sua implementação total e efetiva.

Site da Década Internacional de Afrodescendentes: http://goo.gl/Dpp6Zl


Texto: Da redação, com informações da Unesco Brasil
Data original de publicação: 04/08/2015