Campanha para apoiar grupo de agricultoras orgânicas

Viveiro Escola de União de Vila Nova, na zona leste de São Paulo, é mantido pelas Mulheres do GAU e está no Matchfunding Enfrente, da Fundação Tide Setubal.

Banner Viveiro Escla união de Vila Nova Mulheres do GAL - Alimentação saudável e orgânica da horta para a mesa.
Desde 2009, o Viveiro-Escola existe e surgiu durante o processo de urbanização do bairro. (crédito da imagem: divulgação)

Um coletivo de agricultoras e cozinheiras nordestinas que atuam em um viveiro de plantas na Escola de União de Vila Nova, na periferia da zona leste de São Paulo, é um dos projetos selecionados no Matchfunding Enfrente, realizado Fundação Tide Setubal em parceria com Fundação Itaú Social, Fundação José Luiz Egídio Setubal, Instituto Galo da Manhã, FEAC, Arymax e Instituto GPA. Cada real doado na plataforma Benfeitoria, a organização doa dois reais.

Essas Mulheres do Grupo de Agricultora Urbana (Mulheres GAU) são imigrantes nordestinas que atuam como agricultoras no Viveiro Escola (Ponto de Cultura Quebrada Sustentável), localizado na várzea do Rio Tietê, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. Produzem ainda cosméticos naturais, comidas vegetarianas/veganas com diferentes propostas, como o uso de Plantas Alimentícias Não Convencionais.

São empreendedoras, que cozinham em eventos, fazem palestras sobre PANCs e outros assuntos de agroecologia nordestina. Disseminam ainda conceitos importantes nos dias de hoje, como: empoderamento feminino, cuidado e respeito pelo meio ambiente e todos os seres, economia solidária, educação ambiental e medicina preventiva. Esse é um projeto que tem a parceria do Instituto Nova União da Arte (NUA) e Grupo de Agricultura Urbana Quebrada Sustentável.

Essa campanha de arrecadação contribui diretamente na mobilização para cuidar da equipe de nove mulheres e outras famílias vulneráveis que vivem nas proximidades. Já foram entregues muitas cestas básicas e essa iniciativa irá aumentar suas ações.

Para contribuir com a causa, os interessados podem acessar o projeto aqui no site do Benfeitoria: https://benfeitoria.com/acaodasmulheresdogau