Bolsa da ONU para afrodescendentes

Curso na ONU sobre direitos humanos em Genebra (Suíça). As inscrições vão até 01 de junho.

Durante três semanas os bolsistas irão aprender os mecanismos legais antirracismo da Organização das Nações Unidas (ONU) e promover capacitação para combater a discriminação racial. Essa é a oportunidade do Programa Anual de Bolsa para afrodescendentes, que integra as comemorações pela Década Internacional de Afrodescendentes. A capacitação é destinada a direitos humanos em Genebra, na Suíça, de 19 de novembro até 7 de dezembro deste ano. As inscrições vão até 01 de junho.

O objetivo da ONU é oferecer uma oportunidade de aprendizagem intensiva a pessoas de ascendência africana em questões de direitos humanos. Os tópicos de estudo do curso incluem direito dos direitos humanos, formas de discriminação racial, acesso à justiça, perfilamento racial, entre outros.

Durante o curso, que dura três semanas, os bolsistas aprendem sobre os mecanismos legais antirracismo da ONU e promovem a capacitação para combater a discriminação racial. Após o encerramento do programa, atuam nos seus países com iniciativas de conscientização sobre direitos humanos para a sociedade civil. Os bolsistas também podem virar colaboradores e contribuir com a ONU em outras frentes.

As bolsas incluem a passagem aérea de ida e volta, seguro saúde e um subsídio para cobrir despesas com acomodação, alimentação e outras. Entre os requisitos para participar do programa de bolsas para afrodescendentes da ONU, estão: ter ascendência africana; ser fluente em inglês; ter no mínimo quatro anos de experiência profissional na promoção dos direitos afrodescendentes; fazer parte de uma organização que trabalha em questões relacionadas com pessoas de ascendência africana ou direitos das minorias.

Para se inscrever, é necessário que o candidato envie por e-mail (um único e-mail) para africandescentfellowship@ohchr.org com os seguintes documentos: currículo; carta oficial da organização onde trabalha certificando o seu estatuto; formulário de candidatura preenchido, assinado escaneado; cópia do passaporte; carta de motivação (máx. 500 palavras). O assunto do e-mail deve ser: Application for the 2018 Fellowship Programme for People of African Descent. Além disso, os arquivos devem ser nomeados da seguinte forma: SOBRENOME nome – Tipo de documento. Por exemplo, PEREIRA Joana – Curriculum.

A seleção irá levar em consideração o equilíbrio de gênero e de origem dos concorrentes. A situação dos afrodescendentes no país do candidato também influencia a seleção.

Acesse aqui o edital: https://goo.gl/4XKdvk