Blogs de mães são preferência de leitura para 85,3%, de acordo com pesquisa da ESPM Media Lab

14877Mães de filhos na primeira infância garantem audiência de blogueiras, que hoje são importante mídia para publicidade de produtos e serviços. O ESPM Media Lab, por meio de sua área de pesquisa Famílias e Tecnologia, apresenta a primeira parte da pesquisa sobre o universo das Mães blogueiras: publicidade em ambientes digitais.

Luciana Corrêa, coordenadora desta investigação, analisou 155 canais de comunicação voltados às mães, principalmente de crianças entre 0 e 16 anos. Estes canais estão distribuídos, predominantes entre blogs e páginas de Facebook, com 79,2%, seguidos de YouTube, 10,6%, e Instagram, 10,2%.

As blogueiras possuem influência significativa na decisão de compra das leitoras, pois 23% disseram que elas influenciam e, 51% responderam parcialmente. Mas quando perguntadas qual é o fator decisório na hora da compra, 30% afirmaram ser a indicação da blogueira. Quando questionadas se compraram um produto ou serviço que a blogueira usou, 62,4% afirmaram que sim.

O celular é a ferramenta mais utilizada para acessar os canais, com 88%, seguido dos computadores, 7,7% e do tablet, 4,3%. As mães de primeira viagem, com crianças entre zero e dois anos são a maioria do público destes canais, 77,3%, já as de crianças de 3 a 4, 12,8%, de 5 a 6 anos, 11% e de 7 a 8, 5,7%.

Este fenômeno dos blogs de mães nasceu em 2010 a partir de grupos fechados de Facebook, como foi o caso, por exemplo, do 4 mom’s, que quando migrou para blog e virou 4 mães. Estes canais se profissionalizaram tanto, que hoje existe uma agência de blogs de mães, a Top Mothers, que comercializa a mídia de um grupo de canais.

A pesquisa também apontou novas linguagem e novas narrativas sendo utilizadas por estes canais, o que agrada este público de mães. A publicidade convencional não reflete a realidade delas e, na pesquisa, 59,7% das entrevistadas, afirmaram que as narrativas publicitárias tradicionais não dialogam com a realidade delas. Outra parcela, 77%, compreende a diferença desta linguagem e prefere a dos blogs de mães. Para 60% das seguidoras, as propagandas feitas nos blogs retratam o que é ser mãe.

Os assuntos abordados nos conteúdos dos blogs de mães agradam 67% das leitoras e 4% dizem ainda confiar na blogueira, o que a torna uma referência, aumentando a sua responsabilidade. Além do fator confiança, elas afirma se sentirem próximas à blogueira, 3% e 18% se identificam com elas.

As leitoras destes blogues de mães são críticas quando o conteúdo patrocinado não é bem identificado, pois 23% dizem que as blogueiras não são transparentes neste sentido e, 57% classificaram com média a transparência. Apenas 20% disseram que as blogueiras são muito transparentes. Quando questionadas se julgam importante que a blogueira avise se o post é patrocinado, 77,3% disseram que sim e 20% se disseram indiferentes.


Serviço:

Acesse o link: www.espm.br/medialab


Texto: Da comunicação da ESPM
Imagem: Divulgação
Data original de publicação: 11/07/2016