A Cidade que Queremos

O Fundo Baobá em parceria com a Fundação OAK lança edital a projetos inclusivos e justos.

Edital-Cidade-que-Queremos-Reduzida
Edital é destinado a grupos e organizações pró equidade racial para cidades inclusivas e justas. (crédito da imagem: divulgação)

Grupos e organizações pró-equidade racial com iniciativas que fomentam cidades mais inclusivas e justas a todos podem se inscrever no edital A Cidade que Queremos, organizado pelo Fundo Baobá. As inscrições vão até 02 de julho.

O edital é exclusivo para as regiões metropolitanas do Nordeste brasileiro (Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe), especialmente para Recife e região metropolitana (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Igarassu, Abreu e Lima, Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, Goiana, São Lourenço da Mata, Araçoiaba, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Moreno e Itapissuma).

O objetivo da proposta é apoiar organizações pequenas e médias da sociedade civil (OSCs) afro-brasileiras que desenvolvem e implementem iniciativas inspiradoras voltadas para a participação cidadã, estimulando discussões e atividades na perspectiva do direito à cidade, com intuito de reduzir as práticas do racismo estrutural e institucional.

Podem se inscrever organizações sem fins lucrativos que estejam empenhadas na promoção de direitos baseados nas políticas públicas e direitos cidadãos para homens, mulheres, adolescentes e jovens afro-brasileiros. Tais como: organizações de mulheres negras, organizações da juventude negra, organizações LGBTI+ negras, Organizações Não Governamentais negras (ONGs), organizações negras de Base Comunitária (OBCs), Organizações de base e movimentos sociais negros, organizações culturais negras, organizações das religiões de matriz africana (comunidades de terreiros), quilombos urbanos e pequenos grupos negros de produção urbana.

As temáticas dos projetos precisam ser: educação, meio ambiente, segurança, lazer e cultura, trabalho, transporte, habitação, saúde e serviços.

O valor global deste edital é de R$ 450.000,00 a ser distribuído para 10 organizações com projetos no valor máximo de R$ 45.000,00 para o desenvolvimento de suas ações. O valor de cada projeto pode variar para cima, caso apresentem a necessidade de recursos para regularização documental. Estes custos devem ser orçados e justificados no projeto e não podem ultrapassar R$ 3.000,00. Com isso, o limite do projeto passa a ser de R$ 48.000,00.

Informações aqui no link: https://prosas.com.br/editais/3780

COMPARTILHAR